22 de jul de 2012

VOCÊ QUE NUNCA VAI ME OUVIR FALAR DE VOCÊ

Calaram meus ursos de pelúcia, eles eram os únicos que poderiam testemunhar a meu favor
Se o amor não fala, é só porque todo surdo é mudo
Inocente, ainda faço de um fechar de olhos meu esconderijo
Um passado a corrigir e um futuro a prevenir, a criança ficou sem presente
Tem que adivinhar quem são seus amigos secretos e trocar os amores de números errados
O que eu quero ser antes de morrer

Amor é quando nosso olhos param diante de uma outra alma, como se ela fosse um altar
Em forma de suspiro nossa respiração ora para que esteja acontecendo naquele coração exatamente a mesma emoção que acontece nesse aqui
O tempo desacelera até se quebrar a promessa de morte
E quando finalmente alcançamos a eternidade, desejamos morrer, pois a eternidade é tempo demais para estar sozinho

Talvez o amor seja estar ao lado de quem não possui nada do que precisamos, pois se tudo no outro não é o adequado para nós, teremos a certeza de que foi só o amor que nos trouxe aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Permita um fragmento seu escorrer até suas mãos e então escreva