2 de jul de 2012

PERAS CARAMELADAS


As vezes a tristeza é tão sem sentido, que chegamos a desejar uma tragedia só para sentir o conforto da justificativa
Há amor em mim
Necessário como o rímel que soterra os sonhos da prostituta
Previsivel como a mãe que se levanta para esquentar o leite para o filho 
Derrotado como o pai que defende a virgindade da filha
Pretencioso como a amizade de um cão
A inspiração é  dono que não me possui
O derrepente é muito rapido para que minha preguiça alcance, o acaso é facil demais para me desafiar, talvez no fim eu caminhe faminta sobre ilusões apodrecidas, mas prefiro amadurecer seus beijos na minha imaginação.   
Eterno é tudo aquilo que em algum momento voltamos a nos lembrar




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Permita um fragmento seu escorrer até suas mãos e então escreva