9 de jan de 2012

PARTICULAR

Só por essa noite me permiti a paz de não lutar para lhe esquecer
Coloquei o silêncio para tocar, chamei as lágrimas e dancei com o meu amor
Devorei uma caixa de lembranças dos meus momentos preferidos e me embriaguei com a saliva do meu desejo
Mas é só por essa noite, pois eu não mereço a dor da sua companhia
Se o riso fosse tão especial ele não nasceria até da insignificância de uma simples piada, talvez o valor deva ser mesmo dado ao que nos faz chorar, pois enquanto houver
 lágrimas haverá emoções
Mesmo que alcance muitos, todas as poesias são particulares

Um comentário:

  1. O amor que doi no coração que a chama nunca apaga, é aquele que nunca tem a pretensão de se tornar realidade, é aquele que sempre vai ficar aprisionado nos pensamentos e no coração... esse é amor sem fim a loucura e paixão que sempre arderão

    ResponderExcluir

Permita um fragmento seu escorrer até suas mãos e então escreva