28 de ago de 2011

CAFÉ DA MANHÃ

O vazio permanente me serve lágrimas no café da manhã, o sono é soro, quando sinto dor é que me lembro que estou viva

Um comentário:

  1. "O vazio permanente me serve lágrimas no café da manhã, o sono é soro, quando sinto dor é que me lembro que estou viva".

    O deus se transformou em outro.

    Se eu estivesse aí, não te ajudaria a matar a barata. Não consigo acabar com aquela vida que parece que não é menos fugaz que a minha. Por covardia, atiro-a ao vaso e dou descarga, assim não sujo minhas mãos com o que sou eu mesmo.

    Ele nunca existiu. Você só o inventou. Agora cresceu e descobriu que o conto de fadas é para amenizar a realidade. Mas a realidade te conquistou. Deus perdeu para o seu amor.

    ResponderExcluir

Permita um fragmento seu escorrer até suas mãos e então escreva