28 de abr de 2011

IRMÃOS - NAO EXISTE 1/3 DE FELICIDADE

Tentar expressar em linhas o amor e a ligação que tenho por esses dois é cair no óbvio  fracasso de escrever uma poesia incompleta
Perdoe-me meu filho, provavelmente eu não vou lhe dar a chance de sentir o que é amor de irmão

Especial é amar as almas que o nosso coração escolheu
Divino é amar as almas que o destino nos entregou
As estrelas do céu eu divido em três
As águas do mar eu divido em três
Minha alma eu divido em três
Não existe 1/3 de felicidade
Meu sorriso se esconde se o deles chovem lágrimas
Somos rios de sangue de uma mesma nascente
Sementes germinadas no mesmo chão, frutos da mesma árvore
Apaixono-me de graça por quem os ama
Odeio sem motivo os que a eles desejam o mal
Íntimos a ponto de não beijar com os lábios e de não abraçar com os braços
Amigos a ponto de não precisarem nem ser amigos  
Obra prima de amor pintada em branco, não necessita  das cores de carinho, dedicação e gentileza para ser bela
Não três mosqueteiros, mas três tricolores
Amo vocês dois

4 comentários:

  1. Que beeelo! Li com atenção até o fim. E que desfecho de linhas.

    Seus irmãos nem precisam ler isso. Eu sei que escreveu por eles, mas não pra eles. Assim também se refere ao amor. Seus irmãos estão na sua boca, no seu olhar. Falar com você é falar com parte deles. Isso sei desde o nosso primeiro contato, nunca me deixou de ser familiar tal fato.

    Já falamos sobre isso...
    E continuaremos a falar.

    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  2. Realmente nao precisamos de nada mesmo, alias creio que eles nunca nem vao ler isso, não faz diferença alguma

    ResponderExcluir
  3. Oi Nanda... Passeando pelo seu blog, deparei-me com esta bela declaraçã! Sentimentos iguais
    aos meus pelos meus irmãos...
    Talvez não tenham a noção de quanto representam, de quanto são importantes,
    simplesmente existindo e sendo irmãos.
    Beijos
    Janete/Letras Claretiano

    ResponderExcluir

Permita um fragmento seu escorrer até suas mãos e então escreva