13 de ago de 2010

AMANHÃ DE HOJE

O homem não consegue conviver com a ideia do concluído, a vida é como uma sala de espera, esperamos que as coisas vão melhorar, esperamos que vamos alcançar, esperamos que a dor vai passar, esperamos que vai acontecer, até a morte nos chamar para entrar no seu consultório e FIM.
Todos morrem esperando um amanhã que nunca chegará, todos vão morrer em um hoje e sempre vai ficar um amanhã faltando.
Vivemos sem saber o que vai acontecer amanhã, deixamos tantas coisas para amanhã, mas existe um hoje que não há amanhã e se for o hoje de hoje, e ai onde fica o que iríamos viver amanhã? Talvez o amanhã não seja uma esperança para nossa existência, ele talvez seja uma maldição que nos limita viver o hoje.
Bom amanhã eu penso em tudo isso.

Um comentário:

  1. Você esceveu esse texto pra mim? Hihihi. Pergunto porque veio como um baque aos meus sentidos. Falou tão profundamente à minha alma que fiquei com vontade de deixar tudo e viver o hoje, mesmo não sabendo se haverá um amanhã que, vindo ou não, eu o espero. (De novo: essa música é linda! Venho aqui só pra ouvi-la. Qual o nome dela?) Beijos.

    ResponderExcluir

Permita um fragmento seu escorrer até suas mãos e então escreva