26 de jan de 2012

QUINTA-FEIRA NÃO

A Quinta-feira me é particularmente tão triste
Quinta com Q
Q de Quase
Quase aconteceu alguma coisa
Mas não aconteceu Quase nada
Quase é a minha canção
Hoje não tenho fé em Quase nada
Foi Quase que a ele me salvou
E Quase que eu lhe esqueci
Leva a ponta dos dedos aos olhos, depois as cinzas, e escreve
Se a morte é um outro nascimento, onde esconderam as mães
Não sei se estou Quase desistindo ou Quase conseguindo
Mas tenho a certeza que lhe fui Quase nada 
Já passam das dez, Quase nem é mais Quinta-feira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Permita um fragmento seu escorrer até suas mãos e então escreva