4 de ago de 2011

NOITE FRIA


Eu não temo a solidão, meu medo é não conseguir esquecer os poucos momentos que não estive sozinha
A bondade não é uma armadura, pois nem sempre somos tratados como merecemos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Permita um fragmento seu escorrer até suas mãos e então escreva