24 de abr de 2011

MENTIROSA

Foi se o tempo em que a melancolia do termino de um fim de semana invadia, agora ela mora aqui
Há tanto tempo que uma sexta feira não é mais motivo suficiente para sorrir
Talvez seja o gosto amargo da fome desse amor que me amarga assim
A bebida recupera o paladar perdido
Olhos vermelhos colorem a vida
Ainda é cedo para o frio sair da barriga e subir ao coração
Cada um tem seu relógio mas não pode usá-lo para saber que horas são
Tantos estão assim, e os que não, é só uma questão de tempo para evolução
Os que não enxergam longe ainda podem sonhar
Ilusão é independência, é alcançar a felicidade sem necessitar que algo aconteça
Cada dia me torno mais sincera, o que será de mim sem minhas doces mentiras
Estou me tornando cada dia mais esperta, tão esperta a ponto de não conseguir mais acreditar em mim
Por favor me engane que a vida não é exatamente assim
Mentirosa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Permita um fragmento seu escorrer até suas mãos e então escreva