4 de ago de 2010

ADORMECER

As vezes ficar acordada doí, então lembrei-me de quando era criança e a expectativa de algo apertava o peito ou alguma dor afligia o corpo ou algum medo perturbava a alma meus pais diziam, dorme que passa, sempre funcionou, o sono é mesmo uma redenção, é um oásis em todos os desertos da vida.
Como eternas crianças brincamos de esconde-esconde dentro de nós mesmos, a vida bate cara e nós corremos para o nosso esconderijo sono, as vezes o medo, a solidão, a dor, a responsabilidade nos espiam e nos dedam para a insónia, mas se nos escondermos bem só mesmo o despertar consegue nos achar e nos devolver a vida.
Essa noite não me escondi bem, a insónia me encontrou, mas foi o desejo que me dedurou, então eu o perdoou, as vezes dormir doí, então me lembrei de quando era criança e não queria que algo acabasse então eu pensava, vou ficar acordada para durar mais.

Um comentário:

  1. Dormir me salva. Por isso espero me perder primeiro pra depois cair no colchão. E levo um tempo pra isso.

    ResponderExcluir

Permita um fragmento seu escorrer até suas mãos e então escreva