27 de mar de 2015

Sinto tanta saudade de você
Isso não é uma poesia, é uma confissão
Todos os dias, quando volto para casa, penso que vou encontrar a porta destrancada e que você estará sentado no sofá
Todos as noites, saio na sacada e procuro seu carro estacionando
Minha cortina não é mais vermelha, meu tapete esta enrolado na área de serviço
A 0:00 sempre chega, e eu nem ligo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Permita um fragmento seu escorrer até suas mãos e então escreva