20 de nov de 2014

Me sangrei ao colar cada caco seu
Eis nosso pacto de sangue
Quando tudo estiver terminado, começamos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Permita um fragmento seu escorrer até suas mãos e então escreva