21 de nov de 2010

PERAMBULANDO

Há zumbis dentro da minha TV
O que somos senão zumbis
Comemos carne de gente no sexo
Comemos alma de gente no amor
Todos estão ficando igual a todos
Que diferença faz quem encontramos no caminho, é só comida
E quando a gente morrer que diferença vai fazer, era só comida
Vou morrer de fome trancada aqui, lá fora ninguém vai morrer, ha muita comida
Eu não sou comida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Permita um fragmento seu escorrer até suas mãos e então escreva